Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Núcleo de Telemedicina e Telessaúde da Bahiana (NUTESB) será inaugurado pela Rede Universitária de Telemedicina (RUTE)

Cerimônia será transmitida via videoconferência pelo CEDETE no próximo dia 15.

A Bahiana é destaque, mais uma vez, entre as universidades e escolas de saúde do Brasil, passando a ser um polo de recepção e difusão de conhecimento. No próximo dia 15 de fevereiro, às 8h, será inaugurado via videoconferência o Núcleo de Telemedicina e Telessaúde da Bahiana (NUTESB), com transmissão ao vivo pelo Centro de Desenvolvimento de Tecnologias Educacionais (CEDETE). O NUTESB, coordenado pela Profa. Dra. Marta Menezes, é o mais novo participante da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE), integrante da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Além do Núcleo da Bahiana, também serão inaugurados, simultaneamente, os núcleos do Hospital Universitário de Maringá (HUM), da Universidade Estadual de Maringá (UEM – PR), do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (INTO - RJ), do Instituto do Coração (INCOR), do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) e do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC – Centrinho), também da USP.

O Ministro da Saúde Alexandre Padilha  e o Secretário da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde Mozart Sales estarão presentes no anfiteatro do INCOR, em São Paulo, de onde darão início à inauguração.  A cerimônia seguirá por videoconferência para os demais núcleos inaugurados.

Com os novos núcleos, a Rede Universitária de Telemedicina passará a ter 73 núcleos inaugurados e em plena operação, em todo o Brasil. A iniciativa é considerada a maior do mundo, na integração de hospitais universitários e de ensino, conectados à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. A pesquisa colaborativa e o ensino permanente utilizam-se da conexão para integrar 50 Grupos de Interesse Especial em várias especialidades e subespecialidades da saúde em plena operação com 600 sessões por ano de vídeo e webconferências; em média duas a três sessões científicas diárias com a participação de 300 instituições, inclusive algumas da América Latina.

Entre outros objetivos, a Rute integra todos os hospitais públicos universitários e de ensino, cria formalmente núcleos de telemedicina, apoia a realização de videoconferências, análise de diagnósticos, segundo opinião continuada e educação permanente, e webconferência, entre hospitais universitários e universidades, através da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

SOBRE A RNP
A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é uma Organização Social (OS), associada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Pioneira no acesso à Internet no Brasil, a RNP planeja e mantém a rede Ipê, a rede óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede tem mais de 800 instituições conectadas. São aproximadamente 3,5 milhões de usuários usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração dos Ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovação, Educação Superior, Cultura e Saúde, membros do Comitê Gestor da RNP.


CLIQUE AQUI para ver o convite.