Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Cuidar de quem cuida

Programa Candeal abre novas frentes e passa a atender colaboradores da Bahiana.

Este ano, além de atender às comunidades dos distritos sanitários do Candeal e do Cabula, o Programa Candeal atuou também no interior das fronteiras da Bahiana com ações de prevenção e promoção da saúde dos colaboradores da Unidade Acadêmica Cabula. Durante todo o primeiro semestre, foram realizadas atividades semanais, todas as manhãs de quinta-feira.

Os estudantes participaram no planejamento de cada ação, sendo escolhido um coordenador por semana, responsável por coordenar a realização da atividade. “Cada estudante coordenador  apresentou informações básicas sobre o tema em debate, contribuindo com a intervenção dentro de sua área de atuação, enriquecendo a troca de conhecimento com os colaboradores e colegas”, conta o estudante do curso de Biomedicina, Paulo Nascimento.  

Segundo o estudante, os grupos prepararam oficinas, palestras e materiais educativos que correspondessem aos assuntos demandados pelos colaboradores da Bahiana que participaram da ação. Assim, foram realizados encontros com os seguintes temas: alimentação, DST, diabetes, hipertensão e exercício físico.  “Durante o semestre, foi realizada uma oficina de medidas, quando foram aferidas taxas de glicemia e medidas de altura, pressão arterial, peso e índice de massa corporal – IMC”, conta o estudante.

Paulo ainda destaca a importância do Programa Candeal em sua formação. “A atividade proporcionou habilidades que não são adquiridas na abordagem teórica, em sala de aula. O trabalho interdisciplinar é algo que ensina a respeitar e ouvir com atenção colocações de outros colegas com pontos de vista diferentes sobre um tema em comum. Também foi possível reforçar o aprendizado de saber como se comunicar com a comunidade fora do meio científico, de forma simples e em diálogo horizontal”.

“O programa mostrou-me que muitas vezes os conteúdos obtidos em sala de aula devem ser modificados para uma linguagem meio cultural ou até mesmo serem explicados mais de uma vez! Com toda experiência, gostei muito de estar mais próxima do público-alvo. Pude aprender com eles que além de mitos e verdades, o cotidiano do trabalho, casa, família alteram nossas responsabilidades por onde passamos e que ouvir e estar aberto a receber críticas e sugestões nos fortalecem e nos tornam cidadãos melhores!”, declara a estudante de Enfermagem, Priscila Santana.

A partir deste segundo semestre, as ações serão ampliadas também para os colaboradores da Unidade Acadêmica Brotas. A iniciativa conta com o apoio do serviço de Medicina do Trabalho da Bahiana e da coordenação administrativa das unidades acadêmicas.


Confira as fotos!