Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Ciência com Acarajé debate o negacionismo da ciência e os seus impactos para a saúde
A prof. Caroline Feitosa evidenciou as consequências da negação da ciência ao longo da história.
O negacionismo da ciência foi tema do XXV Ciência com Acarajé. A iniciativa, fruto da parceria com o PET de Biomedicina, aconteceu no dia 20 de maio, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Bahiana. A professora da Bahiana, psicóloga e mestre Dra. Caroline Feitosa, foi a palestrante convidada.

O encontro descontraído teve o objetivo de debater os fatos científicos que evidenciam os impactos dos movimentos de negação da ciência ao longo da história. Desde os surtos de cóleras, na transição do século XIX para o século XX, citando a propaganda massiva em prol do uso do cigarro em meados dos anos de 1940, até às recentes teorias conspiratórias sobre a pandemia e o compartilhamento de notícias falsas nas redes sociais.

“A negação é um processo psicológico de defesa para situações da realidade que não conseguimos lidar, entretanto, o que ocorre hoje é um movimento orquestrado de manipulação com consequências catastróficas para todas as áreas, principalmente da saúde, que nega evidências científicas e prejudica, em larga escala, toda a sociedade”, destacou a professora Caroline Feitosa.

Confira o evento na íntegra: