Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
XXIII Ciência com Acarajé é realizado por meio da educação digital
O evento abordou a preservação da fertilidade e contou com 133 participantes.
“A 23ª edição do Ciência com Acarajé foi um desafio que logrou grande êxito” – assim descreveu o coordenador do evento, prof. Sidney Santana. A iniciativa aconteceu no dia 16 de julho, das 18h às 21h, por meio da plataforma virtual Google Meet, e contou com 133 participantes. O médico Dr. Agnaldo Viana e a biomédica e professora da Bahiana Daniele Bulcão, ambos funcionários da clínica IVI, abordaram o congelamento de gametas e as possibilidades da preservação da fertilidade. A clínica é especializada em técnicas de tratamento de reprodução assistida, de forma personalizada.
 
Os palestrantes convidados explicaram sobre a criopreservação de óvulos e espermatozoides, assunto de grande interesse para as pessoas que desejam manter preservados gametas com o objetivo de se tornarem pais com uma idade mais avançada, conforme esclarece o prof. Sidney Santana. O professor destaca o formato virtual que “tornou prática e fácil a adesão de participantes, além de proporcionar uma grande interação do público com os palestrantes, por meio de diversos questionamentos feitos durante o chat, o que, presencialmente, por muitas vezes, não acontece”.
 
Sidney Santana ressalta ainda o excelente nível de organização da ação, graças, sobretudo, ao empenho do PET Biomedicina da Bahiana e ao conhecimento tecnológico dos integrantes, que souberam conduzir o projeto com grande desenvoltura. Embora, nessa edição, o famoso acarajé não tenha sido distribuído, há a previsão de todos saborearem o bolinho tão querido após o retorno das atividades presenciais.
 
“Foi um enorme prazer e satisfação participar do evento e poder compartilhar um pouco dos meus conhecimentos de embriologista integrados à minha trajetória como biomédica que atua nessa área”, relata a professora Daniele Bulcão. A biomédica parabeniza os organizadores, que conseguiram, mesmo de forma virtual, reunir um público bem participativo, culminando no sucesso do evento. Muitos alunos e demais convidados estiveram on-line para conhecer mais sobre a reprodução humana assistida. “Poder conscientizar os participantes da importância de preservar a fertilidade foi de suma importância, principalmente para as mulheres, que têm o relógio biológico ‘contra elas’”.
 
Quanto ao fato de ser professora da instituição, a especialista em reprodução assistida revela ser uma honra fazer parte da Bahiana e poder contribuir para o crescimento dos alunos ao incentivar a participação deles em eventos como esse. “Quando aluna, ainda no início do curso de Biomedicina, escolhi atuar na área de Reprodução Humana Assistida, que sempre foi uma paixão para mim, mas também um desafio, pois, durante a vida acadêmica, era muito escasso o acesso a essa área. Para os alunos da Bahiana, ter a disciplina no conteúdo curricular já é uma grande oportunidade”. A professora finaliza agradecendo a todos que participaram e, em especial, aos integrantes do PETBiomed por viabilizarem o evento.

 
Captura de tela de apresentação feita durante o XXIII Ciência com Acarajé.