Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Bahiana Journals ganha destaque internacional
Revistas Científicas da Bahiana estão indexadas em bases de dados de acesso aberto de elevado reconhecimento internacional.
As revistas científicas da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública ganham cada vez mais destaque com sua indexação em base de dados de elevado reconhecimento internacional, integrando, assim, o rol das publicações de excelente qualificação científica. Reunidos e disponibilizados gratuitamente no portal Bahiana Journals, os periódicos compõem uma importante fonte de dados, com artigos de natureza quantitativa e qualitativa, em um contexto mundial de pesquisa baseado em evidências.
 
As produções que carregam a marca da Bahiana podem ser acessadas por diferentes públicos de diversos segmentos.  Além disso, para que as revistas pudessem ser reconhecidas pelas entidades científicas, os órgãos indexadores necessitaram respaldar a qualidade, transparência e integridade desses periódicos.

“Receber esse reconhecimento é uma comprovação do trabalho sério e qualificado que desenvolvemos na Bahiana, além de ampliar a visibilidade da instituição como partícipe do movimento mundial de divulgação e disseminação do conhecimento científico”, descreve a professora e gestora do Núcleo de Comunicação Científica da Bahiana Kátia Sá. Ela explica que, por meio de comitês de avaliação externa e de indicadores e metas, essas entidades analisam e selecionam de forma criteriosa as revistas que serão indexadas. Esses órgãos cumprem um papel fundamental para o desenvolvimento tecnológico das Ciências da Informação e da Comunicação, pois o conhecimento vem sendo compartilhado e ampliado por meio de redes de colaboração científica, o que promove, como é possível observar em meio à pandemia do COVID-19, um esforço universal para o avanço da ciência e para a consolidação de uma sociedade do conhecimento.

“O conhecimento científico hoje é também acompanhado por leigos e não apenas por cientistas. A sociedade, em geral, tem interesse em acessar e se manter atualizada sobre o que há de mais confiável nas informações. Principalmente, em um mundo de ‘pós-verdade’ e de ‘sociedade líquida’, as pessoas precisam ter acesso a um conhecimento confiável”, ressalta Kátia Sá.

Segundo a gestora do NUCC, “as revistas científicas que utilizam recursos para garantia da integridade das informações científicas que divulgam se tornaram o meio mais confiável neste cenário contemporâneo”.  Assim, os periódicos se tornaram o principal meio de comunicação entre pesquisadores e cientistas de todo o mundo e o principal veículo para divulgar os achados das pesquisas. A Revista Pesquisa em Fisioterapia (RPF), indexada em 2016 no DOAJ e em 2018 no LILACS, publicada no Bahiana Journals e que tem como editora a própria Kátia Sá, reflete bem o propósito de ajudar a impulsionar o desenvolvimento da ciência para que esta se mantenha a serviço da sociedade da forma mais qualificada, transparente e eficiente possível.
 

Além da Revista Pesquisa em Fisioterapia (RPF), a Bahiana possui os periódicos Revista Psicologia, Diversidade e Saúde (RPDS), Journal of Evidence-Based Healthcare (Evidence), Revista Internacional de Educação e Saúde (RIES), Revista Enfermagem Contemporânea (REC). Todos os periódicos citados foram publicados no Diretório de Periódicos de Acesso Aberto (DOAJ). Já a RPF e a RPDS também foram indexadas na Biblioteca Virtual de Literatura Latino-América e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Integra o grupo de revistas científicas da instituição o Journal of Dentistry and Public Health (Dentistry), periódico voltado para produções científicas na área de Odontologia.

A professora Mônica Daltro entende que ter um periódico de grande alcance produzido pela Bahiana é muito relevante para o reconhecimento do potencial científico do Nordeste. “Na Revista Psicologia, Diversidade e Saúde (RPDS), recebemos artigos, nacionais e internacionais, por isso, temos um periódico de bastante notoriedade”, explica a professora e editora-chefe da revista. A RPDS, indexada em 2015 no DOAJ, foi incluída na base de dados da LILACS em 2020 e possui como especificidade ser uma revista de psicologia na interface com ciências da saúde, com foco em artigos de natureza qualitativa. Mônica Daltro revela que as publicações são estudos extremamente relevantes para a contemporaneidade por evidenciar as produções subjetivas e singularidades da área. Sobre esse aspecto, Kátia Sá ainda acrescenta que a participação da instituição no movimento mundial em prol da ciência aberta é uma confirmação da própria missão da Bahiana: “Ajudamos a levar o conhecimento produzido nas instituições de ensino, pesquisa e extensão de todo o país e do mundo a toda a sociedade”.