Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Coordenador do NUPI realiza palestra de abertura em Jornada Científica da Embrapa
Evento aconteceu em Cruz das Almas e discutiu o tema "Foco e Valor".
O coordenador do Núcleo de? Pesquisa e Inovação da Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação Stricto Sensu da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, prof. Dr. Amâncio José de Souza, participou, como palestrante convidado, da 13ª Jornada Científica da Embrapa Mandioca e Fruticultura, que aconteceu de 26 a 30 de agosto, na cidade de Cruz das Almas. O evento foi um ciclo de apresentação de trabalhos produzidos por bolsistas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) — com ênfase nos bolsistas de Iniciação Científica/Cotas dessas instituições —, de estagiários vinculados a projetos da Embrapa, de nível médio, graduação e pós-graduação, e teve como tema central "Foco e Valor".

"Temas de valor na construção de uma carreira acadêmica" foi o tema da palestra do professor Amâncio, que aconteceu no primeiro dia de atividades. O professor da Bahiana considerou o tema do evento apropriado: "Faz muito sentido, porque as pessoas precisam ter uma visão do tempo delas. Isso se traduz em você entender quais são as demandas da sociedade, os problemas contemporâneos daquele momento. E as pessoas entendendo isso podem fazer escolhas, opções que ofereçam respostas a essas demandas", disse o professor em entrevista ao periódico da Embrapa, "A Semana".

Em sua fala, o professor pôde compartilhar a relação de valor que adquiriu em seu caminho acadêmico: "O que eu mostrei, na minha trajetória, foi que, de forma consciente ou não tão consciente, consegui participar de temas de pesquisa que tinham relevância para o meu momento, para a minha época. Trabalhei em centros de renome, com pessoas de alto valor. São fatores que levam você a galgar os próximos passos. Então, temas de valor são fundamentais para a condução de uma carreira acadêmica de sucesso”.

O professor Amâncio também relembra o tempo em que desenvolveu pesquisas naquela instituição: "A vida, muitas vezes, é feita de ciclos. Fui estagiário aqui em 1999. Então, encontrar meu ex-orientador, o pesquisador Paulo Meissner, é uma satisfação. Em todo lugar que eu fui, quando eu falava que havia passado pela Embrapa, isso era recebido com muito entusiasmo, com muito reconhecimento, inclusive lá fora, nos Estados Unidos. E isso me dava muito orgulho, uma sensação de que eu tinha passado em um lugar que era reconhecido internacionalmente, que tinha uma história."