Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Professora de Medicina representa a Bahiana nos EUA

Pesquisa aborda a importância da circunferência do quadril no desenvolvimento da síndrome metabólica.

O curso de Medicina da Bahiana foi representado pela médica endocrinologista e professora Maria de Lourdes Lima, no Congresso Internacional da Associação Americana de Diabetes, que aconteceu em junho, na Filadélfia. Na ocasião, ela apresentou o trabalho "Circunferência do Quadril: um fator protetor para o desenvolvimento da síndrome metabólica em mulheres com excesso de peso?".


Trabalho "Circunferência do Quadril: um fator protetor para o desenvolvimento
da síndrome metabólica em mulheres com excesso de peso?".

 

O estudo é resultado do trabalho desenvolvido no Projeto de Estudo do Excesso de Peso, que funciona no Ambulatório Docente-Assistencial da Bahiana. A pesquisa observa a importância da circunferência do quadril na proteção ao desenvolvimento da síndrome metabólica com mulheres com excesso de peso.

Segundo a professora Maria de Lourdes Lima, a síndrome metabólica "é um conjunto de fatores de risco cardiovascular presentes em um único paciente, entre eles: pressão arterial elevada, glicemia maior que 100 mg/dL, trglicéreides maior que 150 mg/dL, HDL colesterol menor do que 40 em homens e menor que 50 em mulheres e cintura maior ou igual a 80 em mulheres e maior ou igual a 90 em homens. Estes fatores estão usualmente associados a obesidade central e resistência à ação da insulina".

Estudos já apontavam para o tamanho da circunferência da cintura para avaliação dos riscos cardiovasculares. Desta vez, a medida do quadril entra como fator importante na avaliação da paciente. "Está bem estabelecido que a medida da cintura está associada à presença de uma maior concentração de gordura visceral, rica em citicinas inflamatórias que promovem aterosclerose, facilitam o desenvolvimento de diabetes e hipertensão. Entretanto, a gordura periférica (bem representada pela circunferência do quadril), produz a adiponectina que é um hormônio que protege dos efeitos deletéreios das citocinas inflamatórias, ajudando a prevenir diabets e doenças cardiovasculares", explica.


Professora Maria de Lourdes Lima, no Congresso
Internacional da Associação Americana de Diabetes.

 

A professora chama a atenção para um dado importante: "a mulher que é universalmente obesa (tem acúmulo de gordura não somente no abdomen mas também no quadril) e principalmente aquelas que predomina a gordura no quadril, costumam ser mais saudáveis do ponto de vista metabólico e cardiovascular do que aquelas onde predomina a gordura no abdomen"

A boa notícia é que a síndrome metabólica pode ser prevenida e, nos casos em que já se manifestou, pode ser revertida. Para isso, a pesquisadora aconselha a adoção de hábitos saudáveis como  uma dieta balanceada, prática de exercícios físicos e o diagnóstico precoce de doenças cônicas como hipertensão arterial, diabetes, obesidade e dislipidemias (desequilíbrio nas taxas de colesterol e triglicerídeos).