Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Bahiana é a universidade com maior representatividade de mulheres entre professores do Brasil
Os dados são do Censo da Educação Superior e foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC).
Bahiana é a universidade com maior representatividade de mulheres entre professores do Brasil De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública ocupa o 1º lugar no ranking de representatividade de mulheres entre professores do Brasil. São 315 mulheres que lecionam na instituição, correspondendo a 60% do quadro de professores, a maior taxa do país. Os dados são do Censo da Educação Superior de 2018 e apontam que apenas 46% do total de docentes do ensino superior brasileiro são mulheres, índice que se inverte em relação aos ensinos fundamental e médio.

A pesquisa apontou que somente 21 instituições privadas com corpo docente superior a 500 professores em exercício possuem mais de 50% do quadro formado por mulheres. A Bahiana, que lidera a lista, é seguida pelas universidades Anhanguera Uniderp, de Campo Grande (MS), com 59,9% de mulheres no corpo docente, e Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), no Paraná, com 58,9%.

As universidades públicas baianas também foram destaque. A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) conta com o melhor número nacional entre as públicas: são 1.272 docentes mulheres que ocupam o cargo, totalizando 58,9% do quadro da instituição. A Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e a Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB) também integram o ranking das 20 universidades públicas do Brasil com maior representatividade de mulheres professoras.