Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Bahiana foi eleita uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil, em 2019
Instituição avança 16 posições em relação ao ano passado.
Bahiana foi eleita uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil, em 2019 Ainda celebrando o título de Melhor Empresa para se Trabalhar na Bahia, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Great Place to Work, a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública amplia os festejos, figurando entre as 150 melhores grandes empresas para se trabalhar no Brasil, alcançando o 31º lugar, o que representa um avanço de 16 posições em relação ao ranking do ano passado. O anúncio aconteceu na noite de 12 de agosto, em uma solenidade realizada no auditório do Espaço das Américas, em São Paulo. Representaram a instituição a gestora da Gerência Estratégica de Pessoas e Aprendizagem Organizacional – GEPAP, Telma Bastos, e a supervisora de Desempenho e Benefícios da Bahiana, Louise Tango.
 
      

Conforme o ranking nacional GPTW, enquanto a média nacional atingiu o índice de 85% de satisfação dos colaboradores em relação às suas empresas, a Bahiana alcançou a marca dos 88%. No quesito "Práticas Culturais", a Bahiana obteve um percentual de aprovação de 73%. Segundo Telma, o item Práticas Culturais consiste em ações que a Bahiana desenvolve e que são voltadas para as pessoas. "Temos mais de cem práticas voltadas para as pessoas, que vão desde benefícios, integração entre colaboradores e formato de processo seletivo de candidatos a novas vagas, recepção de novos colaboradores, entre outras. É a forma como a instituição se relaciona com os seus funcionários. Hoje, das vagas que oferecemos ao ano, 56% são ocupadas por colaboradores da própria instituição, por meio de seleções internas", pontua. A média final da instituição, incluindo todos os critérios avaliados, foi de 83% e a nacional, 82%.
 
      

Com relação aos resultados dos últimos anos, em que a Bahiana tem avançado nas colocações de GPTW, Telma avalia que o êxito é reflexo de uma política de transparência dentro da instituição. "Temos avançado porque estamos, cada vez mais, desenvolvendo a relação de confiança, por meio da transparência nos processos. Com uma comunicação mais fluida entre as áreas e a GEPAP buscamos entender as necessidades das pessoas, empreendendo juntos e fazendo com que essas pessoas sejam protagonistas das mudanças que irão atender às suas necessidades". 

Outro ponto de destaque, de acordo com Telma, foi a melhora na comunicação: "No ano passado, demos um salto porque alinhamos a comunicação, eliminando as distorções nas informações. Neste ano, estamos sedimentando a confiança e a credibilidade, dando mais evidência à ideia de que estamos caminhando juntos, atendendo às solicitações e implementando as ações factíveis”.

Telma conta que, há algum tempo, a Bahiana vem implementando novas estratégias para intensificar o diálogo com os colaboradores, a fim de acolher demandas e trabalhar para corresponder às suas expectativas sobre essas melhorias. Desde 2017, a instituição vem realizando workshops de escuta, nos quais o colaborador pode contribuir com sugestões, críticas e novas ideias, para que novos planos de ação sejam traçados, a fim de implantar melhorias na empresa.

A responsável pela realização desses encontros é Louise Tango. Ela avalia que o crescimento da Bahiana nas premiações do GPTW é reflexo dos valores institucionais inseridos no dia a dia dos colaboradores: "As pessoas seguem os valores de humanização da Bahiana. Elas cuidam muito umas das outras, são preocupadas com seus colegas, seus gestores. Vejo muito isso nos workshops. Isso tem muito a ver com a ideia de bem-estar e saúde, que é a alma da instituição".

Ranking Nacional

A 23ª edição do ranking As Melhores Empresas Para Se Trabalhar – GPTW Brasil englobou 150 organizações, que receberam o prêmio de reconhecimento, sendo 80 grandes, 35 médias, em âmbito nacional, e 35 médias multinacionais. Ao todo, foram 2.645 empresas inscritas no processo, representando 1.305.881 colaboradores.

Parcerias com instituições acadêmicas internacionais, contínua capacitação dos colaboradores, ampliação e implementação de novos benefícios são alguns dos atributos que vêm sendo agregados ao dia a dia da família da Bahiana, o que reflete diretamente no avanço da instituição, ano após ano, nas colocações GPTW.

 


Benefícios Bahiana

Cunhados nos valores humanísticos da instituição, os benefícios são sempre planejados e implantados tendo como foco o bem-estar do colaborador e de sua família. Percebendo que o quadro de funcionários da instituição conta com 66% de colaboradoras mulheres em idade fértil, algumas políticas foram adotadas especificamente para esse perfil funcional, a exemplo da redução de carga horária de trabalho para mães que tenham retornado da licença-maternidade, durante o primeiro ano de vida do bebê – com redução salarial autorizada pela colaboradora. Outra ação é a não compensação na carga horária de trabalho dos recessos institucionais para mães com filhos de até 2 anos de idade. 

Aos homens, também foram concedidos benefícios, como a ampliação da licença-paternidade de 5 para 15 dias. Para os recém-casados, foi instituída a Bahiana de Mel, que implica na ampliação da licença-casamento para 5 dias úteis.