Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Acreditação do curso de Medicina da Bahiana alcança nível internacional
Instituição que acredita selo à Bahiana passa a ter reconhecimento da World Federation For Medical Education (WFME).
Acreditação do curso de Medicina da Bahiana alcança nível internacional O curso de Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública acaba de alcançar mais uma conquista em seu processo de internacionalização. O feito dá-se pelo fato de a instituição, entre as 280 escolas médicas de todo o país, já pertencer ao seleto grupo de apenas 32 cursos de Medicina do Brasil acreditados pelo Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (SAEME). O sistema foi implementado por meio de uma parceria entre o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Escolas Médicas (ABEM) e, recentemente, foi certificado pela World Federation For Medical Education (Federação Mundial de Educação Médica – WFME), cujo objetivo é melhorar a qualidade da educação médica em todo o mundo.

O certificado concedido pela WFME ao SAEME reconhece o processo de acreditação internacional, monitoramento pós-acreditação e o processo de tomada de decisão do sistema na avaliação das escolas médicas brasileiras. Segundo o portal da SAEME, "o conceito de Acreditação significa o reconhecimento formal da qualidade de serviços oferecidos por uma instituição. Esse reconhecimento é baseado em avaliação padronizada por um órgão independente, que comprova que uma instituição atende a requisitos previamente definidos e que tem competência para realizar o seu papel de modo eficaz e seguro." O documento é válido até 30 de abril de 2029, período no qual o sistema permanecerá sendo monitorado pela WFME.

Esse reconhecimento permite que todas as escolas médicas que possuem o selo SAEME estejam automaticamente reconhecidas e certificadas internacionalmente para desempenhar atividades acadêmicas, como a realização de cursos de residência médica e pós-graduação. Além disso, os alunos egressos dos cursos de Medicina das instituições certificadas terão maior facilidade na validação de seus diplomas para o exercício profissional em outros países, a exemplo dos Estados Unidos.

O curso de Medicina da Bahiana recebeu o selo de acreditação da SAEME em 2017 e, para isso, passou por uma rigorosa avaliação que comprovou seu status de excelência mediante critérios que envolvem aspectos educacionais, perfil de docentes, qualidade da gestão e da infraestrutura oferecida ao corpo discente e aos colaboradores.

A gestora do Núcleo de Relacionamento Acadêmico Institucional e de Internacionalização da Bahiana (REAII), Antonieta Araújo, explica que a certificação do SAEME beneficia diretamente a Bahiana na medida em que a sessão norte-americana da Comissão Educacional para Estrangeiros Graduados em Medicina (Educational Commission for Foreign Medical Graduates – ECFMG), que regulamenta o exercício profissional de médicos(as) nos Estados Unidos e Canadá e pela qual a Bahiana já é certificada,  determinou que, a partir de 2023, os médicos que desejarem fazer Residência Médica ou exercerem a profissão naqueles países deverão não só ter a certificação dessa agência (ECFMG) como também terem se graduado em uma faculdade de Medicina com acreditação internacional.

Para atender a esse nível da acreditação internacional, a Bahiana foi credenciada, por meio de um processo formal, com critérios comparáveis àqueles estabelecidos pelo Comitê de Ligação em Educação Médica (LCME), para as faculdades de Medicina dos EUA ou instituições que usem outros critérios globalmente aceitos, como os apresentados pela Federação Mundial de Educação Médica (WFME).