Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
BAHIANA recebe Selo de Instituição Responsável 2010

Após participar do "Dia da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular" (25 de setembro) com a 10ª Mostra Científica e Cultural, realizada nos dias 24 e 25 de setembro de 2010, a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública foi condecorada com o Selo de Instituição Socialmente Responsável 2010/2011.

Trata-se de uma certificação conferida pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES). O Dia da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular tem como objetivo informar à sociedade e ao governo a grande importância do ensino superior particular e demonstrar, com fatos e números, que as instituições de educação particulares vêm cumprindo sua responsabilidade e compromisso social. Saiba mais no site da ABMES: www.abmes.org.br.
 
Mais do que um evento voltado para a pesquisa e a iniciação científica, a décima edição da Mostra Cultural e Científica da Bahiana se consagrou como uma grande festa que promoveu, além da troca de conhecimento, a integração entre estudantes, professores, colaboradores e a sociedade. A abertura aconteceu na manhã da última sexta-feira (24/09), pontualmente às 08h30min, no auditório do Centro de Convenções da Bahiana, Unidade Acadêmica Cabula.

As atividades tiveram início com a apresentação dos alunos do ensino médio integrantes do Programa Institucional de Iniciação Científica Júnior da Fundação de Amparado à Pesquisa do Estado da Bahia, orientados por monitores estudantes e professores da Bahiana.

Realizaram a apresentação de suas pesquisas os estudantes da rede pública de ensino médio Talita Cristina Nunes e Rodrigo dos Santos (Biomedicina); Camila Jesus Santos e Vinícius Cruz (Enfermagem); Roseli Lima Nunes, Verusca Cruz, Mateus Chaves, Franciele Silva (Odontologia); Luana Sales, Bruno Bernardo, Marina Nascimento e Gabriele Trancoso (Medicina).

A apresentação foi marcada pela presença do professor do curso de Biomedicina, Diego Menezes, também ex-aluno da rede pública do ensino médio, ex-PIBIC Júnior, ex-aluno da Bahiana e doutorando da UFBA. “Esta iniciativa prova que a Bahiana tem uma preocupação em formar. O professor forma o aluno (da graduação) e este, por sua vez, contribui na formação do aluno do ensino médio que multiplica o saber para aqueles com quem convive”, declarou Menezes.

Outro ponto forte da abertura foi a dramatização realizada pelos estudantes de todos os cursos da Bahiana, integrantes do Programa de Monitoria Interdisciplinar Corações da Bahiana. A peça abordava todos os cuidados que uma vítima de atropelo recebe dos profissionais da área de saúde, enfatizando a importância do trabalho multiprofissional.

Para finalizar, foi realizado o sorteio de dois pares de passagens áreas a serem utilizadas para a participação em congressos. Participaram estudantes com trabalhos inscritos na Mostra e seus respectivos orientadores. Foram contemplados os trabalhos “Soroprevalência e detecção molecular do herpesvirus humano 8 em transplantados hepáticos no estado da Bahia”, que teve como orientadora a professora Andréa Mendonça Gusmão Cunha e as estudantes Martha Santana da Silva e André Cavalcanti, do curso de Biomedicina; e o trabalho “Avaliação de uma técnica alternativa de acabamento e polimento para resina composta”, orientado pela professora Viviane Maria Barreto de Oliveira e realizado pela estudante Luize Maria Neri Pirôpo, do curso de Odontologia.
Para fomentar ainda mais a integração tanto entre cursos, como com a sociedade, e promover uma iniciativa de responsabilidade social, a MCC10 recebeu diversas instituições convidadas entre escolas de ensino fundamental e médio, grupos comunitários de mulheres e idosos.

Logo de manhã, 19 crianças com idades entre 09 e 10 anos do 3º ano do ensino fundamental da Escola Municipal da Engomadeira participaram de uma Gincana Educativa, com a professora de Enfermagem, Thais Calasans e almoçaram na Bahiana. Após o almoço, participaram de atividades lúdicas coordenadas por estudantes de odontologia que tiveram o objetivo de promover a saúde bucal. As atividades foram finalizadas com uma visita ao escovódromo, onde elas puderam por em prática o que aprenderam. Também realizaram estas atividades alunos da 1ª, 2ª e 3ª séries do ensino fundamental da Escola Estadual Governador Roberto Santos que foram no turno da tarde.

O horário do almoço foi marcado pela presença do Bahianinho! Representante do programa 5S, desenvolvido pelo setor de Recursos Humanos, o personagem marcou, de forma lúdica, a apresentação do Programa implementado para promover a qualidade de produtos e serviços, transformando, orientando e racionalizando melhor qualquer atividade. São os 5S – Senso de utilização; Sendo de ordenação; Senso de limpeza; Senso de saúde; e Senso de autodisciplina.

Pela tarde, também visitaram a Mostra estudantes do ensino médio do Colégio da Polícia militar Luís Tarquínio, Sartre COC, Colégio Parque, Análise e Escola Estadual Governador Roberto Santos, além de integrantes do Grupo Mulheres da Paz e mulheres do Centro Social Urbano do Santo Inácio. Eles visitaram os stands do Núcleo de Comunicação e Marketing, onde puderam se cadastrar nas redes sociais da Bahiana.

Já nos stands montados pelos estudantes dos cursos da Bahiana, os visitantes puderam receber informações de saúde e qualidade de vida, realizar exames preventivos e participar de atividades de acolhimento. Também estiveram presentes, com stands, o Ambulatório Docente-Assistencial da Bahiana que ofereceu diversos atendimentos de saúde, o Centro de saúde mental Aristides Novis e mulheres do grupo HTLVida. Veja as fotos.

Sábado
Na manhã de sábado (25/09), foi a vez das ligas acadêmicas receberem a visita dos grupos de idosas Conviver, do Centro Social Urbano Narandiba e do abrigo Monte Alvere. Elas participaram das palestras de Alimentação saudável; Prevenção de quedas e Cuidados com a prótese, promovidas por estudantes de Ligas Acadêmicas.
Em seguida, foi servido um lanche e realizadas as visitas aos stands. A despedida foi marcada por um momento de integração das visitantes com os colaboradores, professores e estudantes da Bahiana.
 
Parabéns, BAHIANA!

A Bahiana sempre se preocupa em fazer muito pela sociedade, conheça um pouco do que ela faz.

Eventos e Projetos voltados para Responsabilidade Social.

MULTIDISCIPLINAR

1- Mostra Científica e Cultural
Evento anual que mobiliza todos os cursos da Escola em torno de projetos e pesquisas com temáticas em todas as áreas. São apresentados trabalhos acadêmico-científicos de todos os cursos da faculdade, o que provoca uma interação multidisciplinar e incentiva o exercício da pesquisa entre os alunos. A mostra conta com ações de promoção da saúde e prevenção de doenças, através de stands informativos e ações culturais.

2- Corações da Bahiana
A intenção deste projeto é fazer dos estudantes transformadores da sociedade, dando a eles munição para interferir positivamente na comunidade e os abastecendo de uma consciência, enquanto profissional, da importância de prevenir problemas. Com o tempo, o sucesso do projeto fez com que ele extrapolasse as fronteiras da Escola Bahiana e chegasse a todos os baianos. Hoje, os alunos montam postos de atendimento em eventos diversos de Salvador, quando solicitados. Dessa forma, o trabalho de prevenção chega até as comunidades e, portanto, difundido por toda a sociedade.

3- Jornada Bahiana para Estudo da Dor
A Liga Acadêmica Bahiana para o Estudo da Dor (LABED), filiada à Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, promove a Jornada Bahiana para o Estudo da Dor. A dor é o principal motivo pela procura de serviços na área da saúde. A alta prevalência, os altos custos gerados e a grande perda funcional associada às síndromes dolorosas crônicas resultam em importante impacto social e psicológico, constituindo um problema de saúde pública. O tratamento interdisciplinar para o seu controle é algo estabelecido e incentivado pela Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP). Dessa forma, terapias farmacológicas e não farmacológicas atuam nessa área de concentração, tanto no âmbito da pesquisa quanto da assistência. Neste contexto, a Jornada Bahiana para o Estudo da Dor tem como objetivos: reunir pesquisadores, educadores e acadêmicos para atualização, debate e divulgação dos processos fisiopatológicos e de avaliação, prevenção e intervenção da dor; fortalecer a equipe multi/interdisciplinar nos cuidados com o paciente com dor crônica; esclarecer para a comunidade leiga acometida pela dor, os aspectos psíquicos, afetivos e comportamentais associados a este quadro e alternativas para o seu autocontrole, prevenindo novas lesões e agravamento do quadro; entre outros.

4- Projeto Candeal
Este projeto é uma prática pedagógica interdisciplinar em grupos permanentes de Educação para a Saúde na comunidade, integrando professores e alunos dos cursos de graduação da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (medicina, fisioterapia, psicologia, odontologia, terapia ocupacional, enfermagem e biomedicina). Os grupos atendem diversos segmentos (obesos, hipertensos, diabéticos, adolescentes, mulheres, idosos, gestantes, pessoas sedentárias, fumantes e trabalhadores) cadastrados em uma Unidade de Saúde da Família do Candeal (USF/Candeal), na cidade de Salvador. A prática tem como marcos teóricos a interdisciplinaridade e o modelo construtivista de ensino/aprendizagem, estimulando os alunos de diferentes áreas de formação a realizarem planos de trabalho integrados e coordenarem juntos sessões de grupo de educação para saúde com aquela população. Cada equipe conta com um professor supervisor, um profissional da USF/Candeal e 15 estudantes. Os resultados são muito positivos, indicando aumento do auto-cuidado, auto-estima e aquisição de hábitos saudáveis pela população participante, enriquecimento na prática dos alunos das diversas áreas, sobretudo nos de medicina que relatam aprender uma nova forma de ver a doença, e agregação de valor ao trabalho da USF/Candeal com a parceria acadêmica.

5- Centro de Distúrbios Miccionais na Infância – CEDIMI
O CEDIMI é único centro da Bahia especializado em tratar crianças com distúrbio miccional. Fazer xixi na cama já deixou muitos meninos e meninas de castigo. Mas o que muitos pais não sabem é que, quando a incontinência urinária acontece com freqüência, pode significar que a criança sofre de um distúrbio miccional, problema que geralmente está associado à infecção urinária, refluxo vésico-ureteral e lesão renal. No entanto, o mais grave é a forma como os pais lidam com a criança vítima do problema, estabelecendo punições severas e expondo-a a situações traumáticas.
Pensando nisso, a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública montou o CEDIMI (Centro de Distúrbios Miccionais na Infância), que é o primeiro centro da Bahia especializado no tratamento de alterações miccionais em crianças. No CEDIMI, é possível obter um diagnóstico e, se for o caso, submeter a criança ao tratamento adequado.
A equipe do CEDIMI é composta de urologista pediátrica, fisioterapeuta, enfermeiras, nutricionista e psicóloga que dispõem de aparelhagem completa de urodinâmica. Além do cuidado com as crianças, o centro dá atenção especial aos pais, orientando-os sobre como agir diante do problema do xixi na cama (enurese noturna) e de outros distúrbios miccionais.
Mas não se trata apenas de cuidar das crianças. O CEDIMI tem uma grande preocupação em fazê-lo da melhor maneira possível. O centro é coordenado por Dr. Ubirajara Barroso e Dra. Patrícia Lordêlo, que são pioneiros na utilização de fisioterapia para tratar de alterações miccionais. É o caso das técnicas de biofeedback e eletroestimulação para-sacral de superfície, que é comprovadamente mais eficaz que o tratamento tradicional, feito com medicamentos. Além dos melhores resultados, o uso da fisioterapia descarta os efeitos colaterais provocados pelos remédios.
O centro também é pioneiro ao utilizar a eletroestimulação, de forma ambulatorial, para tratar da incontinência urinária. Esse procedimento, como muitos outros, tem gerado uma série de publicações nas principais revistas de urologia do mundo, além de palestras sobre o tema no Brasil e no exterior.

6- Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT
Evento que reúne os funcionários dos três Campi da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública para participaram de atividades que integraram a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT, uma iniciativa da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Durante três dias são realizadas palestras, aulas de Yoga Laboral e técnicas de relaxamento, sorteios e vivências. Em cada Unidade Acadêmica é instalado um posto de vacinação. As ações envolvem profissionais de diversas áreas através de atividades como aula de Yoga Laboral, massagens terapeutas, vivência coordenada por psicólogos, palestras sobre saúde bucal, palestras sobre Prevenção de Acidentes de Trabalho, Primeiro Socorros, ergonomia, doenças causadas pelo tabagismo, medidas de prevenção em saúde do trabalhador, cuidados com a visão, entre outros.

7- Esporte na Bahiana
Com o tema “Quem pensa em saúde, pretica Esporte na Bahiana”, o programa Esporte na Bahiana é desenvolvido em parceria com a MVP Eventos e tem o objetivo de oferecer, aos estudantes, a prática de atividades desportivas como alternativa de promoção à saúde. São oferecidas turmas de diversas modalidades a exemplo de Capoeira, Volei, Basquete, Futsal, Natação e Surf.

Além de oferecer as aulas de rotina, o programa estimula o estudante a participar de campeonatos internos, como o Festival de Voleibol da Bahiana e nacional como os Jogos Universitários Brasileiros.

TERAPIA OCUPACIONAL

1- Luta Antimanicomial
Há 20 anos, o dia 18 de Maio (dia Nacional da Luta Antimanicomial) é celebrado em todo o país com manifestações públicas de organizações da sociedade que lutam pelo fim do preconceito e pela garantia dos direitos à cidadania dos portadores de transtorno mental. A Bahiana, em apoio à Semana Antimanicomial na Bahia, promove um dia com debate e esclarecimentos sobre este tema através de um conjunto de atividades visando criar oportunidade para a denúncia das insatisfatórias condições da assistência oferecida hoje na nossa cidade, bem como possibilitar a participação direta dos usuários e familiares nessa mobilização. O evento é direcionado aos alunos, profissionais e à comunidade.

2- Serviço de Terapia Ocupacional - SerTO
O Serviço de Terapia Ocupacional (SerTO) é um espaço docente-assistencial da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública que tem como objetivo prestar assistência terapêutica ocupacional voltada para a prevenção, manutenção e recuperação da saúde de pessoas com dificuldade e/ou limitação para a realização de atividades da vida diária, como trabalho, lazer e participação social na vida cotidiana.
O SerTO realiza atendimentos individuais e em grupo, fazendo avaliação e intervenção em ambientes escolar, domiciliar, de trabalho e lazer, bem como dando orientação, treinamento e confeccionando  órteses e adaptações. O serviço conta com ativa participação dos alunos do curso de Terapia Ocupacional, sempre supervisionados por professores.

PSICOLOGIA

1- Núcleo de Atenção Psicopedagógica - NAPP
Preocupada em promover o bem-estar de seus estudantes e professores, a Bahiana criou, em março de 2000, o Núcleo de Atenção Psicopedagógica (NAPP), que vem desenvolvendo programas e ações com o objetivo de promover uma formação humanizante das práticas de saúde. São iniciativas como atendimento clínico, estímulo a projetos culturais, promoção de espaços de reflexão para a realidade contemporânea a partir da formação profissional e assessoria psicopedagógica a coordenadores, professores e estudantes. O que torna o NAPP um lugar especial para a Bahiana é que através do atendimento clínico oferecido por uma equipe multiprofissional constituída de psicólogos, psiquiatras, psicopedagogos e pedagogos, o estudante tem um espaço de escuta de questões que possam vir a interferir em seu processo de aprendizagem. Só em 2007, foram realizados 1.008 atendimentos individuais a estudantes e professores que buscaram o serviço. Em 2008 foram realizados aproximadamente 1.000 atendimentos nas mesmas modalidades.

2- Serviço de Psicologia – Sepsi
O Serviço de Psicologia, implantado em 2003, presta assistência beneficente por meio de atendimentos realizados pelos alunos, sob a supervisão dos professores. Trata-se de um serviço que visa atender à formação dos alunos do 9º e 10º semestres do curso de Psicologia e, ao mesmo tempo, oferecer um serviço especializado à comunidade. Os atendimentos são todos gratuitos sendo que, em 2005, foram contabilizados 974 atendimentos e, somente no primeiro semestre de 2006, 919.
Mas as ações do Serviço de Psicologia vão além das atividades ambulatoriais. Elas integram o trabalho comunitário interdisciplinar desenvolvido pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública em comunidades carentes, nos bairros de Brotas - Candeal e Pau da Lima, que, por sua vez, integram as ações do Programa de Saúde da Família (PSF) e do Programa de Agentes Comunitários (PACS), desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde de Salvador.
Assim, a Bahiana ampliou ainda mais sua contribuição social. Um bom exemplo disso é a Comunidade de Aprendizagem do Projeto Candeal, na qual funcionam Grupos de Educação para a Saúde, interdisciplinares e multiprofissionais, com a participação alunos e professores de todos os cursos de graduação oferecidos pela escola, em conjunto com técnicos da Unidade de Saúde da Família, agentes de saúde e pessoas da comunidade.
Em 2006, foram criados 10 grupos - Saúde da Mulher, Movimento e Qualidade de Vida, Hipertensão, Adolescentes, Obesidade, Trabalhadores, Saúde Integral à Gestante, Diabéticos, Idosos e Fumantes, que trabalharam na prevenção e promoção da saúde dos seus participantes.

3- Semana dos Calouros
Além do atendimento clínico, o NAPP coordena ações institucionais de integração, a exemplo da recepção aos calouros, “Os Novos da Bahiana”.
Ao ingressar na Escola, os estudantes são acolhidos com uma programação especial que conta com atividades lúdicas de integração e de aproximação com a realidade dos cursos, focadas sempre na responsabilidade social

4- Seminário de Pesquisa em Psicologia
Evento que envolve estudantes, professores e profissionais com o objetivo de fomentar o espírito de pesquisa para melhorar a formação e divulgar do que está sendo feito na área da psicologia. O objetivo da iniciativa é proporcionar um maior diálogo entre a comunidade acadêmica das diversas instituições de ensino, por isso o Seminário é aberto ao público, tendo como foco estudantes, professores e profissionais da área.

5- Encontro da Consciência e Diversidade
Encontro dirigido a profissionais, professores e à comunidade em geral e que aborda os mais diversos assuntos sobre consciência e diversidades como: a identidade negra, relações raciais e subjetividade, o conceito da raça na psicologia brasileira, mídia e subjetividade, teste de racismo com crianças negras, psicologia e racismo, entre muito outros temas.

6- Arteterapia
Evento promovido por estudantes do curso de Psicologia que se trata de Mostra de Arte envolvendo oficinas, atuação, palestra, cine diálogo, música, dança, bazar e outras atividades e aberto à comunidade.

ENFERMAGEM

1- Jornada de Enfermagem. Saúde, poder e cidadania.
Conferências, palestras, mesa redonda sobre assuntos relevantes para profissionais e estudantes de enfermagem como: O homem, o humano, a vida em sociedade: construindo o cuidado de enfermagem; O enfermeiro e as práticas de Biossegurança; O processo de trabalho da enfermagem: assistencial, gerencial, em educação e pesquisa; Equipes multidisciplinares como agentes promotoras da saúde; Atividade de Ação Solidária: Instituição Beneficente Conceição Macedo; Saúde e Cidadania: Responsabilidade Social; Cuidando com arte e alegria; entre outros.

ODONTOLOGIA

1- JOBA – Jornada de Odontologia da Bahiana
Evento de grande projeção entre os profissionais de odontologia envolvendo profissionais e estudantes através de Temas Livres, Painéis, Mesas Demonstrativas
Conferências sobre inúmeros assuntos e especialidades da odontologia, além de atividades direcionadas ao atendimento comunitário.

MEDICINA

1- Seminário do Internato Médico
Almejando sempre a formação integral dos seus alunos, bem como seu sucesso profissional, o Seminário do Internato à Residência Médica agrupa esforços que visam fazer do aluno um bom interno e deste, um ótimo residente.

2- Quero uma Vida melhor para meus Filhos - Programa de Educação para mães, pais e cuidadores
Um encontro mensal para orientar os pais a lidar melhor com crianças e adolescentes, cuidando de suas necessidades e garantindo o seu desenvolvimento integral. Dirigido para a comunidade em geral, aborda assuntos como: a Psicologia da gravidez e amamentação; o 1º ano do bebê: criando bases para uma vida feliz; ética e valores no lar: onde a gente aprende a ser gente (de verdade); “Bullying”:  quando a escola não é um ambiente acolhedor e seguro; entre outros.

3- Curso para Gestantes
Curso realizado por profissionais de saúde da Bahiana para gestantes prospectadas de bairros menos favorecidos, em postos de saúde e outras localidades. O curso visa orientar as futuras mamães sobre todos os assuntos relevantes para a realização de uma gestação saudável e sem problemas, e também no pós-parto. Aborda assuntos como: condutas nas queixas mais freqüentes na gestação normal e desenvolvimento fetal; o que pode e o que não pode durante a gravidez; aleitamento materno; cuidados com o recém-nascido; relação mãe-filho desde o período intra-uterino; entre outros.

4- Congresso Brasileiro de Educação Médica- COBEM
Evento de repercussão nacional que reúne estudantes e profissionais da área médica e que ano passado, 2008, teve como tema "200 anos de Ensino Médico no Brasil: de volta para o futuro". O COBEM reúne as maiores autoridades no segmento de educação médica do Brasil, profissionais, estudantes, docentes e pesquisadores e é uma iniciativa da Associação Brasileira de Ensino Médico (ABEM) e ano passado teve a frente como comissão organizadora a Escola Bahiana de Medicina e Saúde.
O programa científico do evento reúne temas que envolvem as grandes questões da educação médica na contemporaneidade, como a integração ensino-serviço, visita domiciliar, formação médica no contexto do SUS, interdisciplinaridade, transdisciplinaridades e atividades multiprofissionais e intersetorialidade, professor médico, entre outros.
Neste evento, a educação médica brasileira teve a oportunidade de repensar o significado de sua história passada e presente com olhos voltados para o futuro.
Participantes de diversos pontos do país vão carregados de idéias, sugestões, dúvidas, perguntas, soluções inovadoras, curiosidade, desejos de aprender e descobrir novos rumos, além de encontrar parceiros conhecidos e desconhecidos.

5- Simpósio de Medicina Intensiva
O Simpósio de Medicina Intensiva é promovido pela Liga Acadêmica de Medicina Intensiva da Bahia (LAMIB) e tem como objetivo levar aos estudantes da área de saúde interessados temas básicos relacionados à MI e ao cuidado de pacientes críticos, através de um evento científico dinâmico, voltado para esta população e que estimule o debate dos temas mais importantes para o exercício atual da medicina crítica.

BIOMEDICINA

1- Semana Integrada de Biomedicina
Evento com palestras, mesa-redonda, mini-cursos e exposição de pôsteres sobre o biomédico e suas múltiplas atuações profissionais.


FISIOTERAPIA

1- Clínica de Fisioterapia – CAFIS
Criada em 1998, a CAFIS surgiu para viabilizar a prática das atividades de ensino, pesquisa, extensão por meio da assistência fisioterápica à comunidade.
A proposta da clínica era de atuar na prestação de assistência terapêutica de forma a integrar diversas áreas no tratamento de disfunções músculo-esqueléticas e neuro-funcionais, dentre outras. Deve-se ressaltar o importante trabalho desenvolvido em reabilitação neuropediátrica.
Dispondo de serviços diferenciados e qualificados nas áreas de ortopedia, traumatologia e reumatologia, desde o início as atividades da unidade destinaram-se, prioritariamente, à prática das disciplinas do curso, em especial à fisioterapia aplicada à angiologia e à pediatria. Em 1999, deu-se início ao programa de estágios curriculares nas áreas de clínica geral, fisioterapia aquática e neuropediatria e às atividades de fisioterapia aplicadas à obstetrícia.
No início, todos os atendimentos eram gratuitos. A partir de 2002, a CAFIS começou a atender aos usuários do SUS, oferecendo serviços de fisioterapia geral (ortopedia, traumatologia e reumatologia), neurologia (adulto), neuropediatria, pneumo-funcional e fisioterapia aquática que representam cerca de 76% dos atendimentos realizados.
O atendimento gratuito permanece e concentra-se em atividades de hidroterapia, pneumo-funcional e dermato-funcional, sendo, em média, 13% do número de atendimentos totais. Só no primeiro semestre de 2006, somaram 2.072. Apenas 10% dos atendimentos são realizados por meio de convênios particulares.
Em 2006, com a finalidade de ampliar a assistência à saúde e sua ação acadêmica, o curso de Fisioterapia implantou, na CAFIS, um serviço complementar de assistência voltado para pacientes com dor aguda e crônica. Por meio deste serviço são realizadas atividades de fisioterapia aquática, terapia manual, eletroterapia, exercícios e orientação postural.
A Clínica funciona com uma equipe multiprofissional e interdisciplinar, formada por 15 profissionais entre fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, estagiários e equipe de apoio. A estrutura ocupa uma área de 345 metros quadrados e conta com um ginásio de cinesioterapia, uma piscina terapêutica, salas de eletroterapia, salas de atendimento e de neuropediatria, além de consultórios.