Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Bahiana é considerada uma escola avançada pela Comissão de Avaliação das Escolas da Área da Saúde (CAES)

Autoavaliação do curso de Medicina reflete perfil de inovação, em acordo com as diretrizes curriculares do MEC.

A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública recebeu a tipologia de Avançada, segundo a autoavaliação pelo método da roda, uma iniciativa da Comissão de Avaliação das Escolas da Área da Saúde (CAES) da Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). Essa é a mais alta classificação do método que se constitui em um instrumento de visão estratégica para desenvolvimento institucional de cursos de graduação da área de saúde, visando o fomento a mudanças na formação de acordo com as diretrizes curriculares do Ministério da Educação.

A autoavaliação foi realizada em novembro de 2016 com a participação de professores e estudantes do curso de Medicina, além de supervisores pedagógicos da Bahiana, quando também foram avaliados o projeto político-pedagógico, a abordagem pedagógica, o desenvolvimento docente e o mundo do trabalho.

Os resultados foram encaminhados para a coordenação nacional da CAES que considerou a instituição como AVANÇADA, "o que confere à Bahiana a possibilidade de formar profissionais diferenciados que contribuem para a construção do paradigma da integralidade com maior qualificação no âmbito do atendimento integral ao ser humano, da prestação de assistência mais humanizada com contribuições relevantes ao exercício da cidadania", concluiu o relatório elaborado pelos avaliadores da CAES/ABEM.

"Ficamos bastante realizados por termos contribuído com mais um reconhecimento externo alcançado pelo curso de Medicina da Bahiana. Pretendemos repetir a autoavaliação, em novembro 2017. É um processo de melhoria constante, sempre em busca da excelência", declarou a professora do curso de Medicina da Bahiana, Dra. Eliana de Paula que esteve à frente do processo.

Em 2016, 48 instituições de nível superior com cursos de saúde realizaram a autoavaliação. Do total, 21 escolas foram caracterizadas como Avançadas. As demais instituições receberam as tipologias de “Inovadora com tendência avançada”, “Tradicional ou conservadora” e “Inovadora com tendência conservadora ou tradicional”.

Em sua conclusão, o relatório da Bahiana enfatiza: "A Escola já se mostra, sem dúvida, como referência entre os cursos de graduação brasileiros em medicina, nas tendências de mudanças preconizadas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais".