Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Notícia
Dia Nacional da Epilepsia

Prof. Dr. Humberto Castro Lima Filho fala sobre o assunto na TV Bahia e no Canal iSaúde Bahia. Confira.

Muita gente ainda tem preconceito com as pessoas que possuem epilepsia, mas, se devidamente tratada, o paciente pode ter uma vida normal.

A epilepsia é uma das doenças neurológicas mais comuns. Afeta aproximadamente 1% da população, em geral. Portanto, em Salvador, estima-se que, haja cerca de 30 mil pessoas com epilepsia. Trata-se de uma doença crônica muito estigmatizada e, portanto, o paciente sofre muito preconceito.

Mas, felizmente, existe tratamento que é muito eficaz. Cerca de 70 a 80% dos indivíduos afetados, com o tratamento adequado, conseguem ficar livres das crises.

Assista aqui a entrevista do Dr. Humberto Castro Lima Filho no Jornal da Manhã, na TV Bahia.

Leia o artigo publicado no canal iSaúde Bahia clicando aqui

 

Autor: Prof. Dr. Humberto Castro Lima Filho
Graduado em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (Bahiana), fez Residência Médica em Neurologia e Especialização em Epilepsia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Atualmente é professor de Fisiologia da Bahiana, Coordenador do Serviço de Epilepsia e neurologista do Centro de HTLV do Ambulatório Docente Assistencial da Bahiana (ADAB). É membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e atualmente pesquisa funções cognitivas em pacientes com epilepsia.